Por causa da crise econômica, provas de concursos públicos serão adiadas, nomeações atrasadas, vagas reduzidas e até mesmo alguns concursos serão cancelados, de acordo com o anúncio feito pelo Governo Federal.

A queda nas vendas e a diminuição da arrecadação de impostos foi um dos principais fatores para os cortes nos concursos.

O Governo pretende negociar novos concursos com cada órgão, para isso deve ter certeza da necessidade de novas contratações

O corte nos gastos abalou os concurseiros que passaram em concursos e não possuem data prevista para assumir o cargo ou para os que estão se preparando há algum tempo e não têm previsão para a data do concurso

De acordo com o Procon, a empresa organizadora deve devolver o dinheiro da taxa de inscrição, caso a prova seja adiada e o concurseiro se sinta lesado com isso e queira desistir do concurso.

Veja mais informações na reportagem do Bom dia DF:





CONTINUE NAVEGANDO: