Concurso Prefeitura de Catanduva SP 2018 – Inscrições




Certame recebe inscrições dos interessados até o dia 13 de novembro de 2018.

A Prefeitura Municipal de Catanduva, cidade do interior do Estado de São Paulo, divulgou recentemente o edital de n°01/2018 destinado para a abertura de um novo processo seletivo para a localidade.

De acordo com as informações constantes no referido documento as oportunidades são para a formação de cadastro de reserva em diversos cargos.


A organização técnica-administrativa desse processo seletivo está a cargo do Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM.

Quais são as funções com vagas?

Este processo seletivo está oferecendo oportunidades de trabalho nas funções de Professor de Educação Especial, Professor de várias disciplinas, Recreacionista, Professor I e Berçarista.

De acordo com a função escolhida o profissional contratado poderá ter uma remuneração que será correspondente ao valor de 17,28 reais por hora trabalhada.


Como se inscrever no processo seletivo da Prefeitura de Catanduva?

O período de recebimento das inscrições para essa seletiva pública foi aberto no último dia 08 de outubro.

Os candidatos que atenderem os requisitos exigidos conforme a função poderão se inscrever até a data limite do dia 13 de novembro de 2018.

O formulário de inscrição está sendo disponibilizado via internet por meio do site www.ibamsp-concursos.org.br.

O valor da taxa de participação oscila entre R$73,00 e R$83,00 de acordo com a função pretendida.

Segundo o edital que dispõe sobre as regras de realização deste certame a principal finalidade é garantir a seleção de candidatos que possam preencher vagas por meio da CLT – Regime da Consolidação das Leis do Trabalho.

As contratações realizadas serão efetivas em caráter temporário sendo que não será possível ultrapassar os seis meses. Por outro lado, caso seja necessário a administração poderá prorrogar pelo mesmo período.

Como serão avaliados os candidatos inscritos?

De acordo com a organização desse processo seletivo, os candidatos que tiverem suas inscrições aprovadas serão avaliados por meio da aplicação de provas objetivas. Os exames serão de caráter eliminatório e classificatório.

A previsão é de que as provas sejam aplicadas no dia 09 de dezembro de 2018 e terão uma duração de três horas.

Como serão compostas as provas?

Segundo consta no edital, as provas são compostas por 30 questões. Elas serão distribuídas entre as disciplinas de Conhecimentos Pedagógicos, Conhecimentos Básicos – Língua Portuguesa, Conhecimentos Específicos e Conhecimentos de Legislação.

A organização informa que a habilitação dos candidatos se dará por ordem de classificação respeitando os selecionados para cada função.

É importante ressaltar que para o caso de haver igualdade na pontuação dos resultados finais, serão aplicados alguns critérios de desempate tais como idade, mais pontos na prova objetiva nas questões de conhecimentos específicos, maior pontuação em língua portuguesa entre outros.

Todas essas informações e possíveis atualizações poderão ser consultadas no site www.ibamsp-concursos.org.br.

Dica para concurseiros

Iniciar a trajetória de estudos para conquistar uma vaga por meio de um concurso público é uma tarefa um pouco complicada para quem não tem direção sobre como começar.

Nessa primeira etapa a organização é o ponto chave. Antes de qualquer coisa, o concursando precisa entender e definir qual concurso e qual área pretende estudar. Depois deverá buscar o máximo de informações possíveis sobre quais são as matérias cobradas e quais são aquelas que têm maior peso na seleção.

Para facilitar e tornar mais prática a preparação e os estudos pode ser interessante distribuir os estudos em duas fases.

A primeira será composta pelas matérias comuns relacionadas à maior parte dos concursos da mesma área. É interessante fazer isso especialmente se o edital ainda não foi publicado.

Na segunda etapa é hora de organizar os estudos com base no conteúdo que será cobrado. Ou seja, após a publicação do edital.

Por fim, uma dica muito interessante é não passar um longo período sem estudar o revisar uma matéria. Isso deve ser feito, mas de modo que o conteúdo estudado não seja esquecido pelo cérebro.

Por Denisson A. Soares

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *