Polícia Federal – Organizadora do Concurso Público 2018



Empresa responsável pela organização do certame já foi selecionada. Seleção deverá contar com 500 vagas.

Se você está buscando por uma oportunidade para prestar concurso público e assim conseguir um trabalho que ofereça segurança e estabilidade, a sua chance pode estar bem próxima. É que de acordo com as últimas informações da Polícia Federal, em breve o edital de abertura de seu novo concurso já estará disponível, assim como aberto o período para realização das inscrições. O motivo dessa boa notícia é a definição da empresa organizadora do certame. Continue lendo este artigo e saiba mais informações.

Está mais próxima a realização do novo concurso público da Polícia Federal. O concurso, que já havia conseguido autorização de realização para ter andamento, precisava que a empresa responsável pela organização e execução fosse contratada. Dessa forma, o setor de comunicação da Fenapef, que é a Federação Nacional dos Policiais Federais, já informou que a banca organizadora já foi escolhida, sendo ela o Cebraspe, bastante conhecido como Cepe/UnB.



Ainda de acordo com as informações da Federação, o passo seguinte é a oficialização do contrato entre a empresa e a Polícia Federal, por meio de assinatura de contrato entre as partes. A partir de então, os preparativos ganham sequência e a previsão inicial é de que se tudo ocorrer conforme o planejado até o mês de julho o edital de abertura com todas as informações sobre o certame deve ser publicado.

O concurso da PF recebeu auutorização no dia 20 do mês de abril, mesma data em que foi publicado no Diário Oficial da União. De acordo com o documento publicado, serão disponibilizadas para a concorrência o total de 500 vagas para diversas carreiras, havendo oportunidades para pessoas com formação de nível superior.

Do total de vagas anunciadas no documento, 150 são para a carreira de delegado, 60 para a carreira de perito criminal, 80 vagas para a carreira de escrivão, 30 para a carreira de papiloscopista e as 180 restantes para a carreira de agente.



Quando se fala em concurso público na Polícia Federal existe um decreto assinado pelo presidente da república no ano de 2014, que segundo ele quando for constatado que existe uma necessidade de novos servidores e que esta defasagem representar no mínimo 5% dos servidores da PF, não há a necessidade de solicitação de autorização por parte do MPDG, que é o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, para que o certame seja realizado.

Como já dito anteriormente, serão disponibilizadas vagas para os cargos de delegado, perito criminal, escrivão, papiloscopista e agente.

Dessa forma, podem concorrer aos cargos de escrivão, papiloscopista e agente, pessoas com formação de nível superior, independente da área. Já o cargo de perito pode ser disputado com pessoas também com formação de nível uperior, porém, nas áreas a serem especificadas no edital. Por sua vez, o cargo de delegado pode ser concorrido por pessoas com formação na área de direito, que possam comprovar experiência pelo tempo mínimo de 3 anos, seja em atividade policial ou na área jurídica. Além disso, os candidatos de todos os cargos devem possuir, na ocasião da posse, carteira de habilitação a partir da categoria “B”.

Profissionais que atuam nos cargos de escrivão, agente e papiloscopista possuem uma remuneração no valor de R$ 12.441,26, valor este em que já está incluso R$ 458, referente ao auxílio alimentação. Profissinais que atuam nos cargos de perito e delegado possuem uma remuneração total no valor de R$ 23.130,48. Todos os cargos possuem uma carga horária no total de 40 horas por semana. Em janeiro de 2019, todos os salários serão reajustados.

Dessa forma, se você pretende realizar este concurso da Polícia Federal, esteja sempre atento às novidades que devem surgir ao longo dos dias. Principalmente em relação ao edital de abertura que deve ser publicado em julho.

Sirlene Montes

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *